UNFINISHED'21

MOSTRAS EM PROCESSO
31/07/2021 . 11:00
ARMAZÉM 22, GAIA, PORTUGAL

Daniela Cruz e Gustavo Monteiro apresentam no próximo dia 31 de julho, no Armazém22, em Gaia, os projetos criados no âmbito das Bolsas de Criação atribuídas pelo Unfinished, uma plataforma internacional para discussão, criação e apresentação de trabalhos de investigação, pesquisa e experimentação na área das artes performativas.

O Unfinished tem como objetivo a criação de espaços de trabalho, apresentação e discussão, entre pares e diversos públicos, dos trabalhos em processo, permitindo uma maior permeabilidade entre os diferentes tempos implicados na criação contemporânea e criando um espaço onde o teste e o erro fazem tanto parte do processo de criação, como de apresentação.

A atividade Bolsas de Criação consiste na atribuição de 2 bolsas bianuais a criadores convidados para desenvolverem o seu processo de pesquisa de um projeto/nova criação no Armazém 22. Este eixo programático tem como objetivo criar um espaço de maior liberdade de experimentação, sem pressões de apresentações finais e criando um ambiente de partilha e de discussão dos vários criadores. Para as Bolsas de Investigação no biénio 2020/2021 foram convidados Daniela Cruz e Gustavo Monteiro.

Na nova criação de Daniela Cruz, em conjunto com Nuno Preto, os criadores dão continuidade à pesquisa de um trabalho sensorial, que têm vindo a explorar nas últimas cocriações. Tornar visível as doenças silenciosas é o ponto de partida para a pesquisa de um corpo sensorial, no qual a dimensão do som, imagem e palavra se projetam.

A criação de Gustavo Monteiro intitula-se “Choro”. Gustavo Monteiro é um bailarino e coreógrafo com uma pesquisa de improvisação sobre o movimento que tem uma forte relação com a música – seja a música em si ou a musicalidade do próprio movimento.

Neste solo, a sua dança interage com a ária barroca “Lascia ch’ io pianga” de Handel que integra a ópera “Rinaldo”. O libreto é de Aaron Hill e baseia-se no poema de Torquato Tasso, “Gerusalemme Liberata”. O poema narra uma versão ficcional da Primeira Cruzada, onde os cavaleiros cristãos, liderados por Godofredo de Bulhão, combatem os muçulmanos a fim de levantar o Cerco de Jerusalém.

A 31 de Julho de 2021, pelas 11h00, nos Estúdios e Palco do Armazém22, teremos as Mostras em Processo, momentos de apresentação, partilha e discussão dos processos de criação ao público, essencialmente especializado. Para assistir a estas mostras serão convidados colegas, críticos, investigadores, programadores, outros criadores em residência no Armazém22 e em processo de investigação nos mestrados e academias parceiras.