DIÁLOGOS INVISÍVEIS

OPEN CALL
31 MAI—07 JUN
2022
KALE COMPANHIA DE DANÇA & RAFAEL ALVAREZ

DIÁLOGOS INVISÍVEIS é um projecto de dança contemporânea de ligação à comunidade cruzando actividades de formação e criação culminando com a apresentação de um espectáculo colectivo resultante deste processo. O projecto desenvolvido ao longo de uma residência de cerca de três semanas, parte do encontro, intercâmbio e diálogo artístico entre um grupo de participantes não profissionais maiores de 50 anos da região do Porto e um grupo de jovens bailarinos em início de carreira integrantes da KALE Companhia de Dança, que em conjunto serão desafiados pelo coreógrafo Rafael Alvarez a construírem e apresentarem uma partitura coreográfica de múltiplas vozes e corpos.

A proposta artística e o processo de criação centram-se na descoberta do potencial do Corpo refletindo uma ideia aberta de diálogo construído e traduzido através do movimento e do encontro com o outro, valorizando a identidade, a autonomia criativa e a experiência de vida de cada participante. É nesta fronteira entre escuta, encontro e presença que se pretendem construir estes diálogos invisíveis que estarão na base da escrita coreográfica do projecto, partindo do corpo como património comum e da dança como elemento de ligação entre pessoas e lugares – celebrando no palco a diversidade humana.

O projeto promove um equilíbrio articulado entre formação, mediação e criação, explorando e aprofundando diferentes ferramentas e modos de composição em dança contemporânea, dando visibilidade e permitindo uma maior ligação entre artistas e comunidades de forma intergeracional, multidisciplinar e participativa. As metodologias artísticas e de formação apostam num envolvimento e intercâmbio entre jovens intérpretes de dança contemporânea/em contexto pré-profissional e participantes da comunidade maiores de 50 anos motivados para descobrir e explorar linguagens criativas no campo da dança contemporânea. O projecto artístico e estético assenta numa premissa de trabalho artístico colectivo indissociável de uma lógica de partilha e diálogo que se acredita inerente às artes performativas, salvaguardando um corpo sensível, aberto e plural.

Rafael Alvarez | Coreógrafo e intérprete, cenógrafo e figurinista, investigador e professor. Os seus espectáculos de dança têm sido apresentados desde 1997 na Europa, América do Sul e América do Norte, Médio Oriente, Ásia e África. Ao longo dos últimos 25 anos a obra coreográfica de Rafael Alvarez revela uma forte dimensão visual, destacando-se pelo uso enigmático, simbólico, poético e minimalista do corpo, da dança e do espaço. Tem investido de forma aprofundada, na relação da Dança com a Comunidade e na dimensão colaborativa da prática artística de diálogo e intervenção com o mundo, dirigindo diversos projectos de carácter inclusivo e de formação e mediação artística, envolvendo estudantes e profissionais de dança, maiores de 55 anos e seniores, pessoas com deficiência, pessoas com Parkinson, Alzheimer e outras doenças neurodegenerativas e artistas em geral. Lecciona desde 1998, Dança Contemporânea – Improvisação, Composição e Dança Inclusiva. Coordenador e professor no projecto DANÇA CONTEMPOR NEA +55 Anos® que criou em 2001 e que celebra 20 anos de actividade com aulas semanais em Lisboa e laboratórios mensais no Porto e em Paris.

Fundador e director artístico da BODYBUILDERS | Rafael Alvarez, estrutura de produção e difusão em dança contemporânea. Coordenador artistico da  Plural_Companhia de Dança Inclusiva/Fundação LIGA. Co-fundador da ANKA Companhia de Dança Inclusiva de São Tomé e Príncipe. Doutor em Comunicação, Cultura e Arte – Fac. de Ciências Humanas e Sociais, UALG. Pós-graduado em Ciências da Comunicação – Cultura Contemporânea – FCSH da Universidade Nova de Lisboa.
Formado em Realização Plástica do Espectáculo e em Teatro e Educação – Escola Superior de Teatro e Cinema/IPL. Investigador Integrado CHAIA – Centro de História de Arte e Investigação Artística (UE).

Ficha Técnica

Direção Artística:
Rafael Alvarez

Desenho de luz:
Joaquim Madail

Interpretação:
Bailarinos da KALE companhia de dança e um grupo da comunidade